Gmail Aperta as Regras em 2024 para Proteger Usuários de Spam

Gmail Aperta as Regras em 2024 para Proteger Usuários de Spam

O Google está lançando uma série de mudanças significativas no tratamento de e-mails de remetentes em massa para combater o spam e outros e-mails indesejados. A gigante da tecnologia revelou que, a partir do próximo ano, os remetentes em massa precisarão autenticar seus e-mails, oferecer uma forma simples de cancelamento de inscrição e manter-se dentro de um limite estabelecido de spam reportado.

Essas modificações afetarão qualquer remetente em massa, que o Google define como aqueles que enviam mais de 5.000 mensagens para endereços Gmail em um único dia. Isso pode abranger desde grandes varejistas, gigantes da tecnologia, até startups menores e empresas B2C ou redatores de newsletters que buscam se promover através de mensagens de e-mail.

Embora o Google já utilize tecnologia de inteligência artificial para impedir que mais de 99,9% do spam, phishing e malwares cheguem às caixas de entrada dos usuários, bloqueando 15 bilhões de e-mails indesejados por dia, a empresa reconhece que, à medida que a tecnologia avança, suas defesas também precisam se adaptar.

E Como Vai Ser?

Dando o pontapé inicial, o Gmail expandirá uma política introduzida no ano passado, que exige que e-mails enviados para endereços do Gmail tenham alguma forma de autenticação. Essa medida surgiu porque muitos remetentes em massa não configuram adequadamente seus sistemas, o que permite a invasores se “camuflarem” entre eles. Embora essa política já tenha reduzido em 75% o número de mensagens não autenticadas, o Google planeja, até fevereiro de 2024, exigir que remetentes em massa autentiquem fortemente seus e-mails seguindo melhores práticas documentadas.

Além disso, a empresa também exigirá que remetentes em massa permitam o cancelamento de inscrição dos usuários com um único clique, e que essas solicitações sejam processadas em até dois dias.

Contudo, de maneira mais controversa, o Google exigirá que os remetentes em massa mantenham uma taxa clara de spam abaixo de um determinado limite. Isso implica que, se muitos usuários marcarem os e-mails de um remetente como spam, esse remetente pode perder o acesso às caixas de entrada dos usuários.

O interessante é que, enquanto o Google anuncia essas mudanças antes de sua implementação em 2024, a empresa também destaca que está colaborando com parceiros do setor. A Yahoo, por exemplo, já demonstrou apoio à iniciativa.

Marcel Becker, diretor sênior de produto da Yahoo, declarou: “Todos os usuários, independentemente de seu provedor de e-mail, merecem a experiência mais segura possível. No mundo interconectado do e-mail, isso exige que todos nós trabalhemos juntos. A Yahoo está ansiosa para colaborar com o Google e o restante da comunidade de e-mail para tornar essas mudanças de alto impacto o novo padrão da indústria.”

O Google ressaltou que muitos remetentes em massa já cumprem os novos requisitos e prometeu continuar oferecendo orientações claras antes da implementação das mudanças em fevereiro de 2024. Fique ligado no Portal do Pixel para mais atualizações sobre esse tema!

Fonte: Google Blog