Microsoft Busca Aprovação do Reino Unido para Aquisição da Activision Blizzard

Microsoft Busca Aprovação do Reino Unido para Aquisição da Activision Blizzard


Engajando-se em Conversações


A Microsoft retoma suas conversações com a Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA) do Reino Unido, na tentativa de obter a aprovação do planejado acordo de aquisição de $68,7 bilhões da Activision Blizzard King no país.

Lutando pela Aprovação


Após a fusão ser aprovada nos Estados Unidos e na Europa, além de uma infinidade de outros países ao redor do mundo, a Microsoft agora submeteu uma carta destacando algumas razões pelas quais a CMA deveria revogar seu bloqueio ao acordo e permitir sua aprovação.

Abordando Preocupações com o Monopólio


No extenso documento legal, a Microsoft indica que firmou uma série de parcerias de jogos na nuvem na tentativa de amenizar as preocupações da CMA sobre a monopolização do cenário de jogos na nuvem pela empresa.

Mantendo o Call of Duty no PlayStation


Para complementar, a Microsoft salienta que assinou um acordo com a Sony para trazer o Call of Duty para as plataformas PlayStation por muitos anos futuros.

Proposta de Ajuste à Legislação Britânica


Há também a menção de uma nova proposta que está sendo criada para modificar a atual situação da fusão, para melhor se alinhar com as leis e atos vigentes no Reino Unido.

Aguardando a Última Barreira


Como a CMA é o último obstáculo para a concretização deste acordo, teremos que esperar até 18 de outubro de 2023, no máximo, para ver se Activision, Blizzard e King serão incorporadas à família Xbox Game Studios.